terça-feira, 10 de maio de 2016

Resenha: O Morro dos Ventos Uivantes






Autora: Emily Brontë
Editora: Lua de Papel
Número de páginas: 292

Sinopse:

"Na fazenda chamada Morro dos Ventos Uivantes nasce uma paixão devastadora entre Heathcliff e Catherine, amigos de infância e cruelmente separados pelo destino. Mas a união do casal é mais forte do que qualquer tormenta: um amor proibido que deixará rastros de ira e vingança. "Meu amor por Heathcliff é como uma rocha eterna. Eu sou Heathcliff", diz a apaixonada Cathy. O único romance escrito por Emily Brontë e uma das histórias de amor mais surpreendentes de todos os tempos, O Morro dos Ventos Uivantes é um clássico da literatura inglesa e tornou-se o livro favorito de milhares de pessoas, incluindo os belos personagens de Stephenie Meyer."

Minha opinião:

Este é um clássico que eu queria muito e ganhei de amigo secreto no Natal de 2011 (faz tempo né?) da Priscila do blog Bookaholic. Pois eu queria tanto mas no fim fui deixando a leitura dele de lado pois em 2012 eu li muitos livros da parceira Novo Conceito. Mas como em dezembro eu resolvi tirar umas férias dos livros de parceria decidi ler o livro que eu tanto queria.

O livro realmente é lindo, um clássico como o definimos. Os personagens são bem elaborados e parece que estamos lendo uma história real e não inventada.
Me doeu sentir a solidão dos personagens, sim, quase todo o livro eles de certa forma se sentem solitários e numa luta para buscar a felicidade, luta que parece não dar a chance deles vencerem.

A história de amor entre Heathcliff e Catherine é forte, extremamente emocionante, às vezes até revoltante, mas linda também. É interessante vermos as dificuldades que havia em épocas passadas de ser feliz no amor, de poder fazer valer as vontades de cada um. Até para um médico chegar numa casa é algo complicado, sendo que, pensando bem.... ainda hoje existe complicação para os mais pobres poderem ser atendidos por um médico. É nesses pontos que pensamos que talvez não estejamos tanto mais à frente que muitas das dores sentidas pelos personagens de Emily Brontë ainda podem ser atuais.

O personagem que aparece logo no início do livro - Sr. Lockwood - , é quase um figurante ouve sua empregada contar a história de Heathcliff e Catherine, mas no final do livro ele tem uma participação mais ativa sim, até porque em sua época, vivem pessoas ligadas à Heathcliff e Catherine, inclusive o Sr. Heathcliff.

Você que gosta de romances e de histórias clássicas não pode perder essa leitura.



0 comentários:

Postar um comentário

** Obrigada pelo comentário. Seja sempre bem-vindo (a) !! **
Obs: Comentários anônimos serão deletados.