segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Série: meus textos antigos #3 Que tipo de beleza você quer ter?

Estou publicando textos meus escritos há algum tempo.  Hoje não necessariamente eu penso da mesma forma, ou tenho as mesmas opiniões, porém esses textos são marcas da minha evolução como pessoa. Esses textos foram publicados no blog Diário de Incentivo à Leitura.

Depois que postar todos eles, irei postar textos inéditos. Deixe seu comentário. Compartilhe.



Beleza em forma de músculos, corpos esculpidos por muita malhação, cremes, plásticas, compostos alimentares, dietas... Eis a receita da beleza atual. ​

Malhação, academias lotadas de pessoas se esforçando, suando e muitas vezes​ passando de seus limites, mas para quê isso? Para entrar nos padrões que hojee é considerado como beleza ou é por saúde? Acho ridículo pessoas q​ue​ querem estar como a sociedade acha bonito, muita malhação por fora e tristeza por dentro... O q​ue vale isso? Corpos q​ue​ eram lindos ficam muitas vezes deformados com tanto músculo saltado exageradamente. O q​ue​ há de lindo nisso? Eu acho horrível.

Resultado de imagem para academiaDietas malucas, saúde em risco... Para agradar os outros? Por favor pessoal, vamos agradar nos mesmos e só isso da um trabalho dos brabos!!! Agora vocês querem agradar os outros? V​ocês não tem mais nada para fazer não? Cuidar da saúde é válido, cuidar da alimentação como forma de bem estar, isso sim, procurar um peso que​ nos agrade e que permita que nossa saúde se mantenha boa, mas deixar de comer para fazer os outros felizes não é palhaçada demais?

​Quem disse que pessoas gordas são feias ou que são uma aberração da natureza? Por favor povo!!! Com tanta coisa linda nesse mundão vocês vão cuidar do valor que esta mostrando na balança de uma pessoa um pouco mais gordinha? Já perguntaram para aquela pessoa que você acha pavorosa só porque é gorda e que sim, você já falou mal dela, já perguntou para ela se ela é feliz?

Não podemos esquecer que ser uma pessoa gorda pode ser por vários motivos: porque ela come muito sem controle, porque toma um remédio que faz ela engordar, porém que não pode ficar sem o remédio, ou porque tem alguma alteração em algum hormônio ou simplesmente porque quer ser gorda oras!!! Quero ver quantos de vocês se preocupam em saber se essas pessoas estão felizes assim. Se não estiverem ai sim, é um caso a se tratar mas tratar o motivo da tristeza, mas e se estão? Qual é o problema?

E aquelas pessoas magras que sempre estão com complexo da perna grossa, do braço fino, do espelho com problemas, da pele que não tem um dos poros no lugar que acha certo? Todos nós somos perfeitos no nosso mundo e sabe quem é nosso mundo? Nosso corpo!!! 

Vamos nos preocupar mais com nossa saúde, com as taxas de hormônios no sangue, com taxas de colesterol, de glicose porque essas sim, se estiverem fora dos padrões causa um transtorno dos diabos na vida aqui fora. ​

Eu Aurora faço academia sim, tenho 1,69 (bendito 1 cm que não conquistei, ahahhaha, mas nem dou bola, é meu charme, hehehehe) e 53 Kg. Estou na academia fazem 2 meses e entrei sabe porque? Porque estava sem fôlego povo, porque andava duas quadras e sentia dor no peito por não ter fôlego!! Quando entrei na academia estava com 56 kg e perdi um 1 Kg por semana até que estacionei no 53. Magra eu? Sei eu!!! O que sei é o que senti depois que entrei e comecei a malhar: senti um bem estar dos grandes, uma alegria por dentro e uma vontade de atravessar a cidade caminhando. 

Minha pele? Minha pele é maravilhosaaaaa com suas manchas, dobrinhas, sua cor única! Meus braços e pernas são os mais lindos que tem nesse mundo por um único motivo: porque tenho todos eles perfeitos!! E se eu tivesse algum problema neles eles seriam perfeitos para mim!!
Resultado de imagem para cuidar da alimentação

Meu corpo é perfeito sim, mas não por causa das minhas medidas mas sim por causa da minha saúde. Tenho costume de fazer uma geral  no médico uma vez ao ano e nesse ano recebi os resultados do check up da carcaça: tudo normal!! Então: corpo perfeito!!

Vamos malhar, cuidar da alimentação, vamos nos valorizar pela saúde que temos e não por nossas medidas!! Vamos cuidar da saúde física e da saúde mental!!! Não está feliz? Ai sim há problemas, descubra a causa da sua ansiedade, da sua tristeza, da sua angústia e páraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa de olhar o que diz a balança criatura!!! 

Corpos lindos são corpos com charme natural, corpos lindos são aqueles que transbordam hormônios do alto astral, da auto confiança, da felicidade, esses são corpos bonitos. 

Não mascare seus medos e tristezas, vá em busca da correção de seu corpo: a busca por felicidade e saúde!!!


quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Série: meus textos antigos #2 Desapegue

A partir de hoje vou publicar textos meus escritos há algum tempo.  Hoje não necessariamente eu penso da mesma forma, ou tenho as mesmas opiniões, porém esses textos são marcas da minha evolução como pessoa. Esses textos foram publicados no blog Diário de Incentivo à Leitura.

Depois que postar todos eles, irei postar textos inéditos. Deixe seu comentário. Compartilhe.

                                                                      *****


Desapegue



Acumular, acumular, acumular!! Lojas repletas de liquidação sempre!! Fico um pouco perdida quando escuto ou leio que tal loja está entrando em liquidação, como assim? Eu quase sempre vejo as plaquinhas de liquidação e promoções nas lojas e ainda dizem que tem data específica? Alguém me sintoniza nesse mundo?

Bom, enfim, o comércio em geral (tanto físico como virtual) nos enchem de fotos de produtos e preços dignos de sonho. Mas só sonho mesmo porque nos vendem a ilusão que precisamos para ontem daquela camisa, daquele vestido deslumbrante (para usar onde mesmo?), daquela sandália linda e alta (sendo que no dia a dia já cansamos de andar de sapatilha o que fará de salto alto), roupas e acessórios e calçados que nos enchem os olhos, esvaziam nossos bolsos e mofam no armário.

Maquiagens. É base, CC Cream, BB Cream, DD Cream, GG Cream (ok, exagerei de propósito) e por ai vamos comprando todas as novidades de maquiagem mesmo não sendo nós maquiadoras, vamos comprando o batom hit da estação sendo que temos uns 10 no armário que nem estão na metade. Perfumes!! Um cheiro só não tem graça, temos que ter uns 5... ops... famosa fulana de tal divulgou que usa tal perfume, ops, não tenho, melhor comprar... 6 perfumes agora.

Livros. Moda do momento: ler. Enfim uma moda que dou créditos afinal ler enriquece nosso vocabulário, mas a moda não é somente ler mas sim ter 30, 40 livros não lidos na estante sendo que, a cada mês a mesma estante ganha (no caso de blogueiras com parcerias) cerca de 10 novos e a gente lê uns 3 por mês? Claro que quem tem blog literário é outrooo caso, afinal, com as parcerias com editoras e autores se ganha muitosss livros de parceria e além disso também tem a lista de desejados né...

Agora pergunto: para quê tanta coisa? Vocês já pensaram na quantia de dimdim que desperdiçam comprando coisas que já possuem? Coisas novas que compram que ficam atiradas depois do terceiro dia da compra quando passa a empolgação de "ter algo novo em casa"? Já imaginaram o que daria para fazer com esse dimdim desperdiçado? Quem sabe um curso legal? Quem sabe uma viagem? Conhecer aquela praia que há muito tempo tem vontade de ir? Ou dar entrada no apto próprio ou trocar de carro... já pensaram?

Eu nunca fui de acumular nada de propósito mas há um ano me deu um siricutico e eu esvaziei tudo o que tinha em casa e resolvi desapegar. Fiquei um dia todinho em função mas cada peça de roupa, cada calçado, casa acessório foi bem pensado antes de ser guardado novamente. O que não gosto mais doei para amigas e vizinhas e o resto: lixo. Sou doida? Sim, sou doida pelo desapego, sou doida para deixar só o que uso e gosto, sou doida para mudar meu estilo sempre que eu quiser (no caso, agora), sou doida por não ter "síndrome de museu", sou doida sim...não tinham percebido ainda? Hehehehe.

Mulherada: tentem fazer baixar o desapego nessas mentes poderosas de vocês e vão dar uma geral no guarda roupa, não tenham pena porque depois de amanhã nem lembrarão mais do que se desapegaram.

Como queremos ser cada dia mais felizes e realizadas se nos apegamos a coisas tão materiais? Se não usa mais seja o que for (incluindo namorados e ficantes) manda um "saí dessa vida que não te pertence mais".  Vamos usar e aproveitar somente o que nos faz bem, vamos ter o que nos enche os olhos de alegria e o resto (roupas, calçados, ficantes, acessórios, papelada, amigo colorido, documentos, livros, namorados, maquiagens, objetos da casa em geral, etc) mandamos para o espaço com passagem só de ida!!

Para começarmos a ter uma vida mais plena e feliz precisamos desapegar!! Para as mais cautelosas dou uma dica: faça o desapego e coloque tudo numa caixa grande, lacre e mande para casa de algum parente ou amiga e explique que como você é cautelosa, ainda não teve coragem de mandar para o espaço, o processo do seuuu desapego é mais lento. Experimente ficar um mês longe de tudo o que desapegou e verá que nem sentirá falta deles, se sentir basta buscar somenteeeee o item que deu saudade (exceto exs qualquer coisa, por favor, esses não, não busque ex).

Sejamos mais leves, mais espaçosas, mais livres. Não é só o nosso comportamento no dia a dia que tem que ter pitadas de loucura mas também a relação que temos com todos os itens materiais que nos cercam. Não vamos nos atucanar e envelhecer antes do tempo para sempre estar na moda. Moda é a gente quem faz, moda é ser original, é sermos Vanessas, Auroras, Marias, Márcias, Danielas, Tatianas... moda é sermos nós com toda a nossa originalidade!!! Não vamos ser escravas das propagandas, não vamos ser escravas desse mundo capitalista, não vamos ser escravas de nada além da nossa própria essência!!


Não vamos deixar que ninguém manipule nossas mentes, nossos desejos, nossas vontades, nossos sonhos... Vamos adotar o minimalismo nas nossas vidas, vamos nos desapegar de tudo e de todos que não tiverem capacidade de nos fazer feliz!! Se tiver medo, vai com medo mesmo!! Mas vá, não seja prisioneira do medo, do receio, da preocupação e precisando de ajuda, corra para cá... tenho certeza que há várias Fernandas por aí esperando a chance de se juntar a mais Fernandas, Vanessas, Danielas... , vamos unir todas as mulheres que querem ser livres e felizes do jeitinho que cada uma é.


domingo, 18 de agosto de 2019

Série: meus textos antigos #1 Mulheres

A partir de hoje vou publicar textos meus escritos há algum tempo.  Hoje não necessariamente eu penso da mesma forma, ou tenho as mesmas opiniões, porém esses textos são marcas da minha evolução como pessoa. Esses textos foram publicados no blog Diário de Incentivo à Leitura.

Depois que postar todos eles, irei postar textos inéditos. Deixe seu comentário. Compartilhe.

                                                                      *****



Mulheres... 






Tem ser humano mais cobrado do que nós? 

Mulheres tem que estar sempre de unha feita, cabelo bonito, elegância no nível máximo, educação impecável, temos que ser guerreiras, trabalhar, se sustentar e ser bem resolvidas!!! Temos que ser excelentes motoristas, entender de mecânica, de finanças, de negócios, de tendências mundiais, de política, precisamos ser donas de casa maravilhosas, caprichosas, organizadas, cozinhar bem, precisamos ser namoradas perfeitas, amantes extraordinárias, companhias divertidas, esposas compreensíveis, mães exemplares. Precisamos ser espiritualizadas e se dar super bem com o pessoal mega moderno cheio de gíria ligado em tecnologia e também se dar super bem com nossas avós e seus pontos de vista mais antigos. Precisamos também enfrentar com sorriso no rosto as cólicas mensais, precisamos esconder as tmp e enfrentar dores do parto com desdém. 

Carambaaa, quem disse aos homens e para as outras mulheres que precisamos ser tudo isso e muito mais?

Quero pedir permissão para chorar, chorar porque borrei a pintura na minha unha recém pintada, chorar por um problema que.... Deus do céu: não consigo resolver sozinhaaaa!! Chorar porque quebraram o espelho do meu carro novo ou só porque quero chorar, porque estou me sentindo carente, porque estou me sentindo fraca oras!!!

Quero um dia errar sim na comida e não ser cobrada por isso, quero rir porque o arroz queimou ou porque esqueci do sal no feijão.

Quero ficar uma semana ou mais com a unha sem pintar e o cabelo por retocar sem ser chamada de relaxada.

Quero estar tranquila para pedir para vizinho do prédio para ele colocar meu carro na garagem ou para me explicar o que significa o que é aquele compartimento no motor onde tem um líquido, que nem imagino o que seja, e que diz que está abaixo do nível mínimo sem que para isso eu seja xingada por não entender de mecânica ou ouvir que mulher na direção é perigo constante. Afinal: que problema é esse de não entendermos de motor de carro? E daí que a gente mal saiba ir no posto colocar combustível? Isso fará sermos menos competente na frente da direção que é o que vale mesmo? 

Quero ficar tontinha sem entender nada quando ouvir uma notícia de política mundial sem ser chamada de desorientada.

Quero que me deixem em paz quando eu estiver num rodinha de mulheres e ficar muda porque não estar por dentro do que esta acontecendo na última novela. Porque toda mulher tem que ver novela? Eu não quero, não gosto, não pretendo ver e entre ficar numa rodinha feminina falando de futilidades, quero ficar perto dos homens falando coisas mais interessantes, até porque não existe nada que me obrigue a aceitar a convenção: mulheres de um lado, homens do outro, aliás detesto isso!!! Todo mundo reunido? Porque não ficar todo mundo reunido? Tudo bem que algumas pessoas falem de um assunto, outras de outros, mas para quê essa mania de cada sexo num canto? Que frescura é essa? Vamos ficar todo mundo junto e misturado, quero isso, quero misturar assuntos, quero conviver com meus amigos homens e minhas amigas mulheres sem estar em bolinhas separadas, todo mundo junto, interagindo! Me recuso a aceitar a divisão: mulheres na cozinha, homens na churrasqueira. Que saco isso!!!

Quero também sorrir com a compra de um sapato novo, de uma blusa nova, de um livro sem ser chamada de fútil. Quem disse que gostar de estar arrumadinha é futilidade? O exagero é, o equilíbrio não, aliás, se preocupar com a aparência de maneira equilibrada para mim se chama capricho!!

Quero sim estar numa profissão quase que dominada por homens sem receber piadinhas sem graça, quero gostar de consertar coisas dentro de casa sem que para isso eu crie uma casca dura por fora, quero às vezes fazer cara de "to toda perdida" sem ser chamada de infantil. 

Quero ser fraca, forte, chorona, guerreira, trabalhadora, preguiçosa, dengosa, determinada, quero errar, acertar, aprender, amadurecer, pagar mico... 

Quero ser o que todo mundo é, sem ser julgada: quero ser imperfeita!! 



Imagem: https://br.pinterest.com/pin/186406872063514327/

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Resenha: O despertar de uma nova consciência

O despertar de uma nova consciência



Autor: Eckhart Tolle
Editora: Sextante
Número de páginas: 272

Skoob

Sinopse: 

Mais do que em qualquer outra época de sua história, a humanidade tem hoje a chance de criar um mundo novo - mais evoluído espiritualmente, mais pleno de amor e sanidade. Para Eckhart Tolle, autor de "O Poder do Agora", clássico da literatura espiritual, estamos vivendo um momento único e maravilhoso: "O do Despertar de uma Nova Consciência".

Ele nos mostra que o salto para essa nova realidade depende de uma mudança interna radical em cada um de nós. Precisamos nos livrar do controle do ego, pois essa é a fonte de todo o sofrimento humano. Sob seu domínio, somos incapazes de ver a dor que infligimos a nós mesmos e aos outros.

No momento em que despertamos, o pensamento perde a ascendência sobre nós e se torna o servo da consciência, que é a ligação com a inteligência universal, a fonte da vida da qual todos nós procedemos.

Enquanto desvenda a natureza dessa mudança de consciência, Tolle nos ensina a vencer as artimanhas que o ego utiliza para nos isolar uns dos outros. De forma inspiradora e surpreendente, ele nos ajuda a descobrir o nosso verdadeiro eu, a essência humana genuína que nos permitirá construir o novo mundo e viver em harmonia com tudo o que existe. 

Este livro me trouxe muita lucidez a respeito de muitas questões delicadas do ser humano. Termos consciência de nós mesmos, de nossas dores, aflições não é tão fácil quanto imaginamos, vai além do: sim eu tenho traumas. 

O que é consciência, o que é pensamento? Vocês já pararam para analisar as diferenças de cada um? Mas porque isso é importante? Porque precisamos nos conhecer, conhecer nossos mecanismos internos, conhecer como funciona esse corpo que habitamos e as emoções relacionadas. 

Quantos comportamentos temos e achamos que é normal, quantos pensamentos que temos que nos deixam para baixo, quantas coisas fizemos e depois nem nos reconhecemos nelas? Achamos estranho mas  não vamos em busca de respostas porque acreditamos que não é nada demais... mas é sim. 

Cada atitude que temos está intimamente ligada aos nossos pensamentos que está ligado ao inconsciente que está ligado a tudo o que vivemos, ouvimos, presenciamos desde a infância. É uma rede complexa sim e por isso merece atenção!  Quanto sofrimento podemos acalmar, quantas dores podemos deixar de sentir se usássemos a mesma energia de ver redes sociais para descobrir como funcionamos, quais traumas temos e como enfrentá-los. 

Espiritualidade e religião, o que um tem a ver com o outro, qual é o papel de cada um, quais são suas diferenças? E o que tudo isso tem a ver com nosso comportamento?

Corpo de dor...o que é e qual relação tem com tudo o que citei acima? No instante que identificamos o que sentimos, verificamos quem somos, dores quais são elas e podemos transformar nossas vidas!
Este livro traz isso: consciência de quem somos, de como funcionamos e de tudo o que pode estar relacionado com nosso comportamento diário.

Um livro que transformou minha vida, um livro que não tenho mas quero ter em minha estante, um dos melhores livros que já li na vida. 


domingo, 27 de janeiro de 2019

Resenha: O Guardião da Meia-Noite

O Guardião da Meia-Noite




Autor: Rubens Saraceni
Editora: Madras
Número de páginas: 197

Skoob

Sinopse: 

Este é um livro de ensinamentos éticos, envolvendo os tabus da morte e dos erros vistos sob uma nova ótica. Nova porque somente agora está sendo quebrada a resistência da ciência oficial, mas que é, realmente, muito antiga, anterior aos dogmas que insistem em explicar tudo pela razão extraída nos laboratórios. Ninguém fica impune quando desafia a Lei e, em conseqüência, enquanto não purgar todo o vício que o conduziu na afronta a Ela não receberá outra coisa senão o tormento da fúria divina, que o perseguirá pelo tempo que for necessário até que desperte do pesadelo em que está adormecido seu ser imortal.

Este livro a princípio pode assustar pela capa, pelo nome mas a quem se aventure em ler ele encontrará muito conteúdo bom e muitos temas a serem refletidos. 

A morte romantizada aqui não tem espaço, aqui se fala da morte como tal e com foco na morte de pessoas que são levianas na terra, das pessoas que não se importam com os outros, daquelas que só pensam no seu próprio bem estar. 

Mas aqui também mostra que muitos que trabalham na escuridão por escolha própria, podem ser anjos, anjos negros sim, mas anjos....

Vale muito a pena a leitura...