quinta-feira, 8 de junho de 2017

Resenha: O Evangelho à Luz do Cosmos

Autor: Ramatís
Editora: Conhecimento
Número de páginas: 416



Se na beleza irretocável dos ensinos e parábolas de Jesus nada pode ser acrescido ou alterado, contudo, hoje pode ser feita a leitura mais esotérica deles, e percebido o seu sentido interno e oculto, que durante séculos permaneceu velado à consciência comum da humanidade. É o objetivo da presente obra de Ramatís, que desvenda a dimensão secreta e cósmica das histórias singelas do Mestre Nazareno. 

A evolução mental do terrícola, atualmente, já permite desvelar essa realidade mais profunda do Evangelho, que é a de se constituir uma síntese das leis cóscmicas, ou a "miniatura do metabolismo do próprio Criador". 

Neste obra de cunho iniciático, mas na linguagem cristalina e acessível característica de Ramatís, o leitor encontrará, além da interpretação mais profunda e esotérica dos preceitos evangélicos, um estudo fascinante dos temas "Deus" e "Evolução", tratados com a profundidade e clareza típicos do velho mestre da Grecia antiga. 

Uma das obras mais atraentes de Ramatís, que irá conquistá-lo para o rol de seus milhares de leitores.

No ano de 2015 decidi ler algumas obras que considero básicas, O Evangelho à Luz do Cosmo de Ramatís é uma delas. 

Imaginando que ia ser uma leitura cansativa comecei a ler sem grandes expectativas e isso foi bom de certa forma pois fui me aprofundando na leitura, fui lendo mais e mais e quando vi já estava na metade (e de cansativa a leitura não tem nada).

Este livro não é um novo Evangelho, nem contradiz o que a Bíblia diz, bem pelo contrário, ele apenas explica o que na Bíblia não esta escrito talvez de forma muito compreensível. 

Este Evangelho traz citações da Bíblia, cita muitas frases de Jesus e traduz numa linguagem bem atual, pois naquela época Jesus usava muito as parábolas já que o nível de evolução das pessoas era pequeno e se usasse palavras que usamos hoje com certeza elas não entenderiam ou poderiam não gostar, se revoltar. Então para chegar nos corações simples daquela época, ele usou muito as parábolas que neste Evangelho aqui da resenha são esclarecidas, são explicadas, são explicadas num ângulo mais fácil de compreendermos. 

Não sei porque demorei tanto para ler este livro pois ele é ótimooo. Recomendo!!

Resenha: As Duas Torres

Autor: J. R. R. Tolkien
Editora: Martins Fontes

Número de páginas: 364

Skoob

A comitiva do Anel se divide. Frodo e Sam continuam a viagem, descendo sozinhos o grande Rio Anduin - mas não tão sozinhos assim, pois uma figura misteriosa segue todos os seus passos..


Aqui é contado sobre a divisão da Sociedade do Anel..Frodo e Sam seguindo por um caminho em segredo e Aragorn, Gimli e Legolas indo por outro caminho; além de Meriadoc e Peregrin capturados por Orcs e em seguida sozinhos, livres mas tentando encontrar um caminho a seguir, além de Gandalf que esta .. hum…onde está Gandalf? Leiaaa o livro, hehehehehe. Nesse livro, é contado um pouco do caminho que cada subdvivisão (se podemos chamar assim) que a Sociedade do Anel tomou. Aventuras, perigos…esperança quasee indo embora..quase…
Assim termina o segundo livro…caminhos diferentes, aventuras diferentes e todas perigosas…mas todos lutando por uma causa comum não se importando se essa luta os levar as vidas.


Este segundo livro a história anda um pouco devagar, a sociedade se divide e aqui é mostrado um pouco sobre o destino que cada grupo toma. A história dá uma “acalmada” no sentido emoção, mesmo assim o livro é maravilhoso.

Resenha O Silmarillion


Autor: J. R. R. Tolkien
Editora: Martins Fontes
Número de páginas: 480

Skoob


'O Silmarillion' relata acontecimentos de uma época muito anterior ao final da Terceira Era, quando ocorreram os eventos narrados em 'O Senhor dos Anéis'. São lendas derivadas de um passado remoto, ligadas às Silmarils, três gemas perfeitas criadas por Fëanor, o mais talentoso dos elfos.


Pessoal: não sou especialista em livros ou literatura, mas pelos poucos livros que li na minha vida…nunca vi um autor tão criativo como este… Eu ameii o livro ! Me encantei com os detalhes, com as descrições de cada personagem…incrível !

Este livro conta a história bemmm anterior à do “O Senhor dos Anéis”, fala sobre a criação do mundo, dos váriossssssss povos, dos vários seres da natureza. Cada povo tem um nome, tem os personagens principais que aparecem no livro e cada personagem tem um nome, uma característica própria..cada povo tem suas particularidades, seus dons, sua região, sua fala… Tudooooooooooooo, tudo, tudo é detalhado aos mínimos detalhes… Eu mesma cansava de me perder seguido…são tantos nomes de povos, de personagens..que seguido eu tinha que voltar umas páginas para trás porque já não sabia mais em que povo eu estava…em que reino… Fiquei encantada com tanta criatividade, com tantos detalhes.. 

Aconselho muito este livro, mas observo que, quem gosta de ler livros depressa….hummm…não conte com a rapidez nesse livro… Como eu já disse…são tantos detalhes que você demora um pouco mais para ler e nem pense em ler correndo…quer dizer..se quiser leia, mas que você vai se perder mais adiante isso vai (sim…inventei em ler um capítulo correndo e me perdi no próximo…tive que voltar e ler tudo denovo, hehehe).

No livro há também mapas do mundo relatado e um material extra sobre a pronúncia de nomes no idioma criado pelo autor e mais um longo glossário.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Resenha: Tão longe de casa

Autor: Dannion e Kathryn Brinkley
Editora: Larousse
Número de páginas: 207

Skoob


Após uma experiência de quase morte, o autor conta o que viu e o que vivenciou do outro lado da vida e fala de seu aprendizado sobre o que é deixar este lado e passar para o outro.


Livro que fala de uma história real, a história de Dannion Brinkley.

Ele conta como era uma pessoa, digamos, difícil, não se importava com respeito, carinhos, queria briga mesmo mas um dia...onde estava acontecendo uma tempestade, ele estava no telefone e recebeu uma violenta descarga elétrica...a partir daí tudo mudou.

Enquanto era levado ao hospital e socorrido lá, ele viveu a experiência que conta nesse livro em detalhes. 

Ele relata que há mais vida do outro lado do que podemos imaginar, conta o que viu, o que conversou, o que aprendeu e o que foi orientado a fazer. Óbvio que depois de uma experiência de tamanha grandeza ele retorna mudado completamente. As pessoas estranham, ele se acha esquisito, diferente e durante o livro ele relata com detalhes essa mudança, os meios que buscou para entender o que tinha acontecido com ele. 

As pessoas tem tendência em fugir do assunto como a morte fosse algo que se pudesse fugir,  mas não é assim...morte é algo natural que deve ser debatida sim e porque não? Afinal, é a única coisa certa nesse mundão. E o que significa a morte afinal?

Um belo livro que faz a gente refletir sobre a nossa existência atual.