segunda-feira, 4 de julho de 2016

Crônica: Tempo para recarregar!!!

Sugestão de música: Gabrielle Aplin - Home



Hoje venho falar de tempo...tempo para o sentimentos, para os medos, traumas, dores. 
Sempre venho aqui despertar em vocês sentimentos de auto respeito, de força, de inspiração, de valorizar os sentimentos. Hoje porém venho com um papo sobre dar um tempo em tudo isso de vez em quando.

Conversando com várias amigas (os), conhecidos (as) vejo seguido pessoas passando por um período de deprê e alimentados por essa crise no nosso país (pessoas sendo demitidas de seus empregos, empresas fechando e fora os problemas pessoais de cada um), impossível não se abater. Mas ai vem a Fernanda com crônicas que falam que devemos ser fortes, que devemos exigir respeito, com mensagens que puxam as pessoas para cima. Mas a mesma Fernanda hoje vem com um aviso: as vezes precisamos de tempo também.

É obvio que precisamos ser fortes e ao máximo que pudermos nos cuidar para mantermos uma energia boa ao nosso redor, mas sabemos que as vezes chega um grãozinho de areia hoje (estar mal financeiramente por exemplo) que se junta com outro grãozinho (brigas na família) e que junta mais outro grãozinho (pontapé na bunda pelo namorado) e que se junta a mais outro e outro e outro grãozinho...e ai nos deparamos a uma imensa duna de preocupações, tristezas e tudo isso nos derruba, desanima.

Amigas leitoras: isso é normal e muitas vezes precisamos de um tempo, precisamos de dias quietinhas no nosso canto, precisamos chorar desesperadamente, precisamos ficar dias comendo mal (atenção comendo mal é diferente de não comer), precisamos dormir 14 horas por dia e de preferência durante o dia porque as madrugadas são para ficar acordadas e chorar...chorar...precisamos deixar de fazer aquelas atividades que tanto nos animam durante o dia a dia. Para quem trabalha, dias que colocamos a primeira roupa que vimos no armário e saímos de qualquer jeito até mesmo sem maquiagem e se fizemos não é aquela que estamos acostumadas a fazer para ir trabalhar...os colegas até fingem que não notam nosso desleixo mas sabemos que notam sim e não estamos nem ai. Sim precisamos sim de períodos assim e eu não vejo mal nisso. 

Eu Fernanda sou do tipo que quando esta mal, precisa ficar mal mesmo, ir até o fundo do poço e chorar feito uma condenada até que o poço tenha água bastante para dar aquela limpada na alma e só depois disso é que olho para cima e vejo que esta na hora de sair dele. Cada uma de nós tem um jeito de reagir na hora do desânimo e nenhum jeito é errado. Por isso digo: não se sintam péssimas por estar mal, não se culpem não estarem numa fase ruim... todas nós precisamos de momentos assim para descarregar tudo de ruim que esta agarrado em nós e depois com a alma limpa continuar vivendo com muito orgulho de ser mulher.

Se não estão bem peçam um tempo ao mundo, ele continuará rodando? Sim, mas o que adianta você caminhar toda capenga e sem energia? Pare, respire, chore tudo o que tiver para chorar, peça ajuda a quem for e depois com a alma limpa, leve, levante sem ter vergonha nenhuma e continue vivendo como antes ou melhor. E nunca se negue de pedir ajuda, não é vergonhoso, não é feio, pelo contrário...são poucas as pessoas que tem coragem suficiente para pedir ajuda, para dizer: não consigo levantar sozinha, me ajuda?

E vocês leitoras, quando não estiverem bem peçam ajuda aqui, não se sintam com vergonha... 
As vezes precisamos simplesmente de tempo para recarregar...


5 comentários:

  1. Visita!!! :) Parabéns pela crônica, Fernanda... Nesse "mundo louco e corrido" precisamos reservar um tempinho para recarregar as energias ou simplesmente pausar, respirar, contemplar: tentar fugir um pouco dessa correria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo queridooooooo, quanto tempo!!!! Feliz por sua visita.

      Excluir
  2. Gostei da sua metáfora dos grãos de areia representando os problemas. São os grãos de areia incomodando a ostra que propiciam a pérola. "Ostra feliz não faz pérola". Precisamos recarregar, não podemos fingir felicidade diante da dor. É preciso admitir a dor, trabalhar a dor, lapidar a dor até ela se tornar a joia da sabedoria. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fugir dos problemas, fingir que tudo está bem só piora, só acumula energias ruins. Precisamos de tempo para recarregar quando a gente sente que estamos carregando pesos além do nosso limite. Recarregar as forças para continuar caminhando.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

** Obrigada pelo comentário. Seja sempre bem-vindo (a) !! **
Obs: Comentários anônimos serão deletados.