quarta-feira, 11 de maio de 2016

Resenha: A Vez da Minha Vida





Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 383



"Certo dia, quando Lucy Silchester volta do trabalho, há um envelope de ouro no tapete. E um convite dentro dele para se encontrar com a Vida. Sua vida. Pode soar peculiar, mas Lucy leu sobre isso em uma revista. De qualquer forma, ela não pode ir ao encontro: está muito ocupada desprezando seu emprego, fugindo de seus amigos e evitando sua família. Mas a vida de Lucy não é o que parece. Algumas das escolhas que fez — e histórias que contou — também não são o que parecem. Desde o momento em que ela conhece o homem que se apresenta como sua vida, suas meias-verdades são reveladas totalmente — a não ser que ela aprenda a dizer a verdade sobre o que realmente importa. Lucy Silchester tem um compromisso com sua vida — e ela terá de cumpri-lo."


Este livro quando chegou eu logo quis ler. Não sei se foi pela capa, ou pelo título mas sei que quis ler logo e foi o que fiz assim que terminei de ler Romeu Imortal (na época que eu li).

A personagem principal é Lucy e sua "vida". Vida no livro é uma agência que de vez em quando faz as vidas das pessoas entrarem em contato com elas. Essas "vidas" são funcionários da agência que sabem tudooo, simplesmente tudo sobre a sua "dona", dona de cada vida. Complicado? Não muito, lendo o livro dica fácil entender.

Mas se você achou patética essa história de vida para cá e para lá, calmem, realmente é um pouco fantasioso pensar em nossa vida em forma de uma pessoa que sabe tudo: quando mentimos, os erros que cometemos, nossas falhas, enfim, tudo. Mas essa fantasia faz a gente pensar muito no nosso dia a dia e foi assim que a personagem principal amadurece.

Lucy é uma pessoa que simplesmente vive, dia após dia, seus meses e anos são uma rotina sem graça, uma rotina sem amor e sem emoção.  Para disfarçar essa falta de emoção a personagem coleciona pequenas mentirinhas que sem ela perceber, interferem muito na sua vida. Mas depois da agência entrar em contato com ela e dela ter a partir daí, a companhia diária de sua vida, ela começa a ver o que há de errado em sua existência, ela percebe que não tem emoção, que não tem mais amor a .... vida.

O amadurecimento da personagem é evidente e isso ocorre no decorrer de cenas tristinhas e de cenas cômicas. Impossível não fazer um paralelo entre a vida da personagem e a nossa, eu pelo menos parei para pensar na minha...vida. A maneira figurada que foi colocada no livro da "vida" da personagem através de um ser humano que simplesmente sabe tudo dela, acredito eu, foi uma maneira diferente de dizer "Valorize sua vida! Ame sua vida!". Gostei muito da ideia e da abordagem que foi desenvolvida.

Eu recomendo este livro, além de leve ele é engraçado, profundo e principalmente uma forma de nós começarmos a valorizar mais a ... vida!!



0 comentários:

Postar um comentário

** Obrigada pelo comentário. Seja sempre bem-vindo (a) !! **
Obs: Comentários anônimos serão deletados.