terça-feira, 10 de maio de 2016

Resenha: O Reino





Autor: Clive Cussler
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 336


"Em Spartan Gold e Lost Empire, Clive Cussler levou os leitores ao mundo do time do casal Sam e Remi Fargo, em que suas paixões e instinto para caçar tesouros trouxeram descobertas extraordinárias e jornadas perigosas. A próxima aventura do casal, no entanto, pode ser mais ainda aterrorizante. Os Fargos são especialistas em caçar tesouros e não pessoas. Mas, então, um barão do petróleo de Texas os procura com uma pedido pessoal: um investigador amigo dos Faros estava em uma missão para procurar o pai do barão, porém, agora ele também está sumido. Sam e Remi seriam capazes de procurar pelos dois? Apesar de não ter adicionado muita informação sobre o caso, Fargos concorda em começar a procura. O que eles encontrarem irá além do que eles imaginaram. Em uma viagem que os irá levar a Tibet, Nepal, Bulgária, Índia e China, os Fargos serão envolvidos com um mercado negro de fósseis, um baú centenário e o ancião do Reino Tibetano de Mustang, um dirigível do século anterior... "


O Reino me surpreendeu desde o inicio, apesar de eu achar que não ia gostar muito do livro quando o peguei para ler, devo confessar que me enganei muito e quando comecei a ler não queria mais parar.

Imaginem os filmes do personagem Indiana Jones, depois tirem este personagem e coloquem um casal (os Fargos) no lugar....pronto, vocês tem o livro O Reino. :)  Para quem nem imagina quem é Indiana Jones, resumo o livro da resenha de hoje em uma frase: aventura pura!

O casal Fargos, além de serem totalmente doidos por não terem medo de quase nada (eles exploram cavernas, situações perigosas, lugares hiper apertados, etc), são um casal super apaixonado, fofos e divertidos. Eles se amam e baseados no bom humor dão força quando o outro está com medo ou está abalado por algo.

Nessa história, eles são contratados por um homem extremamente rico e misterioso que diz que está procurando o pai desaparecido. Mas logo os Fargos percebem que não é bem pelo pai desaparecido que esse rico homem procura, mas sim por um tesouro muito, muito antigo. Além disso o casal descobre algumas coisinhas nada boas e para proteger tesouros arqueológicos se aventuram em situações cada capítulo mais complicadas e emocionantes.

Eu considero este livro como o primeiro livro realmente de aventura que li e amei este. Não conseguia parar de ler, entrei 2 madrugadas lendo porque minha curiosidade era maior que meu sono.
Recomendo para quem gosta de histórias de aventura, porque nesse gênero...este livro é bom demais!!!!!!



0 comentários:

Postar um comentário

** Obrigada pelo comentário. Seja sempre bem-vindo (a) !! **
Obs: Comentários anônimos serão deletados.